Quarta-feira, 11 de Dezembro de 2019
Mais Noticias Locais

Confirmado: Radioterapia do HCC será inaugurada dia 14 pelo governador João Doria.

Apesar de não ter sido inaugurado oficialmente, o Hospital de Câncer de Catanduva já iniciou os tratamentos na Radioterapia dia 14 de agosto.

Publicada em 06/09/19 às 09:34h - 361 visualizações

por VOX FM


Compartilhe
   

Link da Notícia:

DIVULGAÇÃO  (Foto: VOX FM)

A Fundação Padre Albino confirmou que o governador João Doria virá a Catanduva no dia 14 de setembro próximo para inaugurar o Serviço de Radioterapia no Hospital Emílio Carlos, às 13h00. A vinda do governador foi intermediada pelo secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi. 
O Serviço de Radioterapia, somado aos demais serviços oferecidos na área oncológica (consultas, exames, cirurgias, internação e quimioterapia), fecha o ciclo de tratamento e compõe o Hospital de Câncer de Catanduva.

Apesar de não ter sido inaugurado oficialmente, a Radioterapia já iniciou os atendimentos no dia 14 de agosto último. No momento, o HCC tem sete pacientes em tratamento diário - dois com câncer de mama; dois com câncer de cabeça e pescoço, um com câncer de pulmão, um com câncer no sistema nervoso central e um com câncer na região de coluna vertebral. Em breve, número de pacientes já estará em torno de 17. A previsão é que até o fim de setembro 25 pacientes estejam realizando tratamento diário na radioterapia.



MEDICINA PALIATIVA
O Hospital Emílio Carlos, com a contratação da médica paliativista Mariana Ramires de Lima Fachini, implantou o Serviço de Medicina Paliativa, tornando-se um dos pioneiros no interior do Estado de São Paulo a oferecer esse atendimento. 

A 'Medicina Paliativa' é uma abordagem integral e multiprofissional de pacientes e seus familiares, frente a uma doença incurável, promovendo melhora da qualidade de vida, controle e prevenção de sintomas e o alívio do sofrimento em todas as suas dimensões (física, psíquica, social e espiritual). "Na sociedade brasileira, falar sobre a morte ainda é um tabu; porém esquecemos que ela é a única certeza que temos. Aceitar e aprender a lidar com a morte é tomarmos consciência da nossa própria vida e, talvez, assim, valorizar o que temos de mais precioso: o tempo", disse Dra. Mariana, ressaltando os limites da medicina e sua ética em oferecer cuidados paliativos nos casos de doenças incuráveis. "Quando não há possibilidade de cura podemos, e muito, melhorar a qualidade de vida e de morte do paciente", ressaltou.

De acordo com o administrador do Hospital Emílio Carlos, Benedito Carlos Rodrigues, esse serviço completa a assistência do hospital. "Temos muitos pacientes com doenças crônicas e com idade já avançada e precisamos ter esse atendimento à disposição dos familiares e assistidos", frisou.

Especificamente para atendimento aos pacientes com câncer foi criado o projeto "Amor em forma de movimento", composto pela equipe multidisciplinar de cuidados paliativos do hospital formada pela médica Dra. Mariana Ramires de Lima Fachini, nutricionista Patrícia Ramos, psicólogas Daniela Zampieri e Nínive Mayara Ferraz, assistente social Maria Aparecida Batista Nacci, e a coordenadora do Setor de Fisioterapia do Hospital Emílio Carlos, Bruna Gabriela de Oliveira, com toda sua equipe de fisioterapeutas.



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (17)9 9723-1013

Visitas: 541608
Usuários Online: 52
Copyright (c) 2019 - VOX FM - SAUDADE É A NOSSA ESPECIALIDADE