Mais Noticias Locais

Faculdade de Medicina de Catanduva completa 50 anos e prepara comemorações.

Eventos serão realizados em outubro, e incluem cápsula do tempo.

Publicada em 30/07/19 às 09:04h - 559visualizações

por VOX FM


Compartilhe
   

Link da Notícia:

DIVULGAÇÃO  (Foto: VOX FM)

O Centro Universitário Padre Albino/UNIFIPA divulgou a programação dos eventos comemorativos pelos 50 anos do curso de Medicina que serão realizados em outubro próximo.

No dia 12 de outubro, a FAMECA - Faculdade de Medicina de Catanduva - ficará aberta para visitação de ex-alunos a partir das 8h00, atividade chamada “Revivendo momentos”. 

Às 9h00 será enterrada uma "cápsula do tempo" com o histórico da Fundação Padre Albino, do curso de Medicina da Fameca, do centenário do Padre Albino, jornais do dia, selo da festa de 50 anos, entre outras coisas.

Às 10h00, plantio de 50 mudas de orquídeas em parceria com a Associação Orquidófila Catanduvense.

As comemorações serão encerradas com jantar comemorativo.
 

HISTÓRIA
O curso de Medicina/FAMECA da UNIFIPA nasceu dos ideais de Padre Albino. Preocupado com a promoção social, com a melhoria da condição de vida dos necessitados, especialmente dos doentes, conquistou o apoio da comunidade para a construção da Santa Casa de Misericórdia de Catanduva, em 1920, hoje denominada Hospital Padre Albino.

Mais tarde, direcionando atenção à formação escolar do jovem da cidade e região, empenhou-se no processo de instalação de escolas, surgindo, aí, a Fundação Padre Albino, em 1968, a partir da transformação da Associação Beneficente de Catanduva, para ser a mantenedora das faculdades.

Neste mesmo ano, um grupo de pró-homens da comunidade, liderados pelo Padre Albino, iniciou os procedimentos para a criação da Faculdade de Medicina de Catanduva (FAMECA), autorizada a funcionar em 06 de junho de 1.969 pelo Conselho Federal de Educação. A faculdade foi instalada em prédio construído para ser hospital, na Rua Monte Aprazível, Vila Guzzo, onde hoje funciona o Colégio Catanduva. A primeira turma foi iniciada em 1970. 

No final da década de 1970, o Hospital Emílio Carlos, destinado ao tratamento da tuberculose, foi desativado em função de mudanças ocorridas nas políticas de saúde pública do Brasil. A Fundação Padre Albino, em 1982, conseguiu do Governo Estadual a cessão do antigo prédio, e, em 1983, a FAMECA transferiu-se para lá, onde continua até os dias atuais. Dois anos mais tarde, em 1985, portanto, iniciou-se a reativação do Hospital Emílio Carlos com a abertura dos ambulatórios de ensino e das enfermarias de clínicas. 

Nesses 50 anos de história, a FAMECA já graduou cerca de 2.766 médicos.



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

1 comentário


ANTONIO BARBOSA DE OLIVEIRA FILHO

25/08/2019 - 13:10:04

Sou veterano da FFAMECA 5a. turma. Gostaria de adquirir convite para mim e esposapara participar das comemorações no Clube Tenis.Aguardo a gentileza de informar como posso inscrever e pagar pelos convites para a FESTA dos 50 anos da nossa gloriosa faculdade.Obrigado se puderem me ajudar.


Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (17)9 9723-1013

Copyright (c) 2021 - VOX FM - SAUDADE É A NOSSA ESPECIALIDADE