Mais Noticias Locais

Licitação do transporte coletivo aguarda evolução do número de passageiros.

Prefeitura diz que a quantidade correta de pessoas que utilizam o serviço é quesito essencial para edital.

Publicada em 30/04/19 às 08:35h - 2236visualizações

por VOX FM


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: DIVULGAÇÃO)


Cíntia Souza - Jornal "O Regional"

A prefeitura de Catanduva informou que, para lançar novo edital de licitação para o serviço de transporte coletivo, aguarda a evolução do número de passageiros. Essa foi a resposta a questionamento feito pela reportagem do jornal "O Regional" referente a data em que será publicado o novo edital. 

A Via Sol assumiu o transporte coletivo em fevereiro deste ano, em caráter emergencial por 180 dias. A prefeitura chegou a anunciar para o mesmo mês a publicação do edital de licitação, o que não aconteceu até agora.

“A Prefeitura de Catanduva aguarda evolução dos números de passageiros transportados pela Via Sol, tendo em vista que, após os acontecimentos, houve redução do público pagante. Aferir a quantidade correta de pessoas transportadas é quesito essencial para o desenvolvimento do novo edital de concessão do serviço de transporte coletivo”, informou por meio de nota.

Os "acontecimentos" citados na resposta do governo, dizem respeito aos períodos em que a cidade ficou sem empresa no serviço, que foi feito de maneira improvisada pela prefeitura. Houve ainda um pequeno período de serviço prestado por empresa chamada "Tambaú", que teve o contrato cancelado por conta de inúmeros problemas, como ônibus quebrados diariamente e até parados por falta de combustível. 

Com essa instabilidade no transporte coletivo entre 15 de dezembro (quando acabou o contrato com a Jundiá) até 14 de fevereiro (quando começou o contrato com a Via Sol), muitas pessoas que se utilizavam do serviço migraram para outras formas de transporte, o que derrubou o número de usuários do sistema. Como o edital de licitação deve apresentar a quantidade de passageiros transportados, a prefeitura aguarda a estabilização do número de usuários para fazer a publicação do edital.

Em março, o prefeito Afonso Macchione Neto sancionou lei que autoriza a realização de licitação para o transporte coletivo pelo critério de menor valor de passagem ofertado pelas empresas. A lei, proposta pelo vereador Mauricio Gouvea, alterou redação da lei anterior sobre a concessão do transporte publico coletivo, que previa apenas licitação pelo maior valor de outorga, ou seja, ganharia a empresa que pagasse mais para explorar o serviço. Com a mudança na lei, vencerá a que cobrar o menor valor na passagem.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (17)9 9723-1013

Copyright (c) 2021 - VOX FM - SAUDADE É A NOSSA ESPECIALIDADE