Mais Noticias Locais

Por maioria, vereadores retiram Cidimar Porto de Comissão Processante.

Vereador afirma que vai entrar na justiça contra a decisão.

Publicada em 18/04/19 às 09:06h - 2207visualizações

por VOX FM


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: VOX FM)

A Câmara de Catanduva decidiu, na sessão de terça (16/04), por 7 votos a 5, retirar Cidimar Porto da comissão processante que apura eventuais irregularidades nas compras para carnavais de 2010 a 2012, sem licitação, pelo prefeito Macchione, que já foi condendado em primeira e segunda instâncias da justiça a perda do mandato por improbidade.

O hoje vereador Cidimar, era do departamento de compras à época, e participou dessas compras investigadas pela Câmara. No dia da instalação da comissão processante, Cidimar Porto foi sorteado para integra-la, e na conversa com os outros dois integrantes - Nilton Cândido e Onofre Baraldi - ficou definido como presidente dela.

Após apresentação de denúncia, a comissão de ética e decoro da Câmara, indicou a retirada de Cidimar. Ele teve uma sessão de prazo para apresentar a defesa, que foi lida ontem. A comissão manteve seu parecer pelo impedimento de Cidimar, e o plenário aprovou por 7 a 5.

Outro sorteio foi feito, e Amarildo Davoli, que defendia a permanência de Cidimar Porto, é o novo integrante da comissão processante, e assume como presidente.

Na sequência, foi feita a votação que aprovou que os atos até aqui, serão mantidos. Ou seja, a análise da defesa prévia do prefeito no processo e a decisão por manter a investigação, continuam válidas.

A comissão processante vai seguir os trabalhos e tem o prazo total de até 90 dias para apresentar parecer pela cassação ou não do prefeito Macchione. De toda maneira, o relatório final deverá ser aprovado pelo plenário da Câmara por quórum mínimo de 9 votos para ser validado.

Cidimar Porto está então afastado da comissão processante e impedido de votar os pareceres dela. 

Além dessa comissão, há outra, que analisa eventuais irregularidades no transporte coletivo emergencial feito pela prefeitura em períodos de dezembro a fevereiro, nos momentos em que não havia empresa prestando o serviço.

Semana passada, o ex-vereador e atual suplente, Nelson Tozo, apresentou questionamento quanto aos 3 vereadores que integram essa comissão processante: André Beck, Enfermeiro Ari, e Ditinho Muleta.

Tozo protocolou pedido de afastamento dos três vereadores mencionando o fato deles serem abertamente de oposição ao governo. Tozo citou ainda que eles são autores de denúncias já feitas sobre o tema.
 

O documento foi lido e encaminhado para a comissão de ética e decoro parlamentar avaliar, e possivelmente na próxima sessão teremos o parecer.

O detalhe é que dos 3 vereadores questionados, 2 fazem parte da comissão de ética: Enfermeiro Ari e Ditinho Muleta. Se for levado em conta o que foi feito com Cidimar Porto ontem, Ari e Ditinho não poderiam avaliar essa denúncia sobre suas permanências na comissão processante.

Cidimar Porto conversou com a jornalista Cíntia Souza, e disse que pretende entrar na justiça para voltar à comissão.



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (17)9 9723-1013

Copyright (c) 2021 - VOX FM - SAUDADE É A NOSSA ESPECIALIDADE