Sexta-feira, 14 de Agosto de 2020
Mais Noticias Locais

Atendimentos para tratamento de câncer tem aumento de 140% em 3 anos na FPA.

Fundação Padre Albino (FPA) diz que conclusão da unidade do Hospital de Câncer de Catanduva (HCC) é uma realidade cada vez mais próxima.

Publicada em 12/04/19 às 09:55h - 110 visualizações

por VOX FM


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: VOX FM)
Cíntia Souza - Jornal "O Regional"


A Fundação Padre Albino (FPA) afirmou que a conclusão da unidade do Hospital de Câncer de Catanduva (HCC) é uma realidade cada vez mais próxima da população de Catanduva e região. Antes mesmo do início do serviço de radioterapia, dados divulgados pelo presidente da Diretoria Administrativa da Fundação Padre Albino, José Carlos Rodrigues Amarante, mostram que os atendimentos no serviço de oncologia aumentaram 140% em três anos.

“Foram registrados em 2016, 1.653 atendimentos no Ambulatório de Oncologia; em 2017, 2.535 e em 2018, 3.964, resultando em um aumento de 140% nos últimos três anos. O número de internações teve aumento de 53%, registrando 187 internações em 2016, 379 em 2017 e 396 em 2018. No Serviço de Quimioterapia o aumento foi de 33%, com 2.236 atendimentos em 2016, 2.227 em 2017 e 3.330 em 2018”, informou Amarante em evento realizado nas instalações do HCC que ficará em área do Hospital Emílio Carlos.

O presidente da Diretoria Administrativa da Fundação Padre Albino apontou para o novo desafio, que será o de custear o tratamento dos pacientes. Para isso, Amarante afirma que a comunidade precisará estar sempre unida, abraçando a causa. “A tabela do SUS está desatualizada há mais de 10 anos. Um exemplo é uma das medicações utilizadas para o tratamento do câncer, cujo custo é de R$ 450 por dose, sendo que o SUS paga R$ 301,50 e a média de consumo desse medicamento em 2018 foi de 50 unidades por mês”, informou.

O evento contou com a presença do secretário de desenvolvimento regional do governo de São Paulo, Marco Vinholi. No início do mês passado, Marco ajudou a FPA na liberação de verba de R$ 2 milhões para a conclusão do Hospital de Câncer de Catanduva. 

Para iniciar o serviço de radioterapia, necessita do término da obra do serviço de radioterapia, é aguardada a chegada de um aparelho que faz a medição dos raios gerados pelo equipamento que faz o tratamento, chamado Acelerador Linear de Partículas, cujo custo foi superior a 1 milhão de dólares. 

Segundo Amarante, em entrevista à VOX FM, o equipamento que é aguardado já está em vias de ser liberado pela alfândega. Depois da instalação dele, a Fundação vai pedir vistoria da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEM), que é o órgão que fará a liberação para uso do Acelerador Linear. 

A equipe que vai trabalhar no serviço de radioterapia já está em treinamento, uma parte em Catanduva e outra em São José do Rio Preto.



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (17)9 9723-1013

Copyright (c) 2020 - VOX FM - SAUDADE É A NOSSA ESPECIALIDADE