Quinta-feira, 21 de Fevereiro de 2019
Mais Noticias Locais

Oposição à Macchione 'toma conta' das comissões permanentes da Câmara de Catanduva.

Na sessão, vereador Ari anuncia que justiça rejeitou queixa crime do prefeito contra ele.

Publicada em 06/02/19 às 08:05h - 853 visualizações

por VOX FM


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: DIVULGAÇÃO)
Karla Konda - Jornal "O Regional"


Vereadores de oposição ao governo de Afonso Macchione Neto “tomaram conta” de todas as comissões permanentes da Câmara de Catanduva. Em eleição para a formação de membros das comissões realizada ontem (dia 5), primeira sessão ordinária de 2019, nenhum parlamentar mais próximo ao governo conseguiu vaga para compor os grupos que emitem pareceres aos projetos que entram no Legislativo, fato não visto nos últimos anos. 

O Regimento Interno da Câmara de Catanduva não impõe limites de quantas comissões permanentes cada vereador pode participar. Portanto, um único vereador pode ser eleito para integrar todos os grupos de avaliação. 

Ditinho Muleta e André Beck ocupam cinco das sete comissões. Maurício Gouvea está em quatro e Enfermeiro Ari em três. Gaúcho ficou com vaga em duas comissões, assim como Daniel Palmeira. 

As comissões foram formadas da seguinte forma: 
* Comissão de Constituição, Justiça e de Cidadania: André Beck, Ditinho Muleta, Gaúcho. 

* Comissão de Finanças e Orçamento:  Maurício Gouvea, Daniel Palmeira, André Beck. 

* Comissão de Obras, Trânsito e Transporte Público: André Beck, Ditinho Muleta, Daniel Palmeira. 

* Comissão de Educação, Saúde e Assistência Social: Enfermeiro Ari, Ditinho Muleta, André Beck. 

* Comissão de Ecologia e Meio Ambiente: Enfermeiro Ari, Mauricio Gouvea, Gaúcho. 


* Comissão de Defesa do Consumidor: Ditinho Muleta, André Beck e Mauricio Gouvea. 

* Comissão de Ética e Decoro Parlamentar: Ditinho Muleta, Mauricio Gouvea e Enfermeiro Ari. 


Os demais parlamentares - Cidimar Porto, Nilton Cândido, Ivan Bernarde e Amarildo Davoli - tentaram inserir outros nomes nas comissões, mas sem sucesso.

As comissões são formadas por vereadores mais votados entre todos eles.  


MACCHIONE X ARI
O juiz Antonio Carlos Pinheiro de Freitas, da  2ª Vara Criminal de Catanduva rejeitou a queixa crime formulada pelo prefeito Afonso Macchione Neto contra o vereador Aristides Jacinto Bruschi, Enfermeiro Ari. 

No documento assinado pelo juiz, a imunidade parlamentar pela função do vereador seria o motivo para a rejeição. 

O prefeito acusava o vereador de calúnia e difamação. Ari anunciou a decisão da justiça favorável a ele durante a sessão da Câmara.



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário






Nosso Whatsapp

 (17)9 9723-1013

Visitas: 300312
Usuários Online: 41
Copyright (c) 2019 - VOX FM - SAUDADE É A NOSSA ESPECIALIDADE