Segunda-feira, 17 de Dezembro de 2018
Mais Noticias Locais

Conselho da Saúde aprova redução de jornada de médicos em Catanduva.

Em reunião extraordinária, os conselheiros formularam documento e encaminharam à Câmara solicitando aprovação do projeto.

Publicada em 05/12/18 às 08:01h - 534 visualizações

por VOX FM


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: DIVULGAÇÃO)
Karla Konda - Jornal "O Regional"

O Conselho Municipal de Saúde aprovou em reunião extraordinária realizada na noite de segunda-feira, a proposta que visa reduzir a jornada de trabalho dos médicos contratados do município.  Os conselheiros pedem para que a Câmara vote o projeto e o aprove.

O documento foi protocolado na Câmara de Catanduva na tarde de ontem. 

No último dia 20 de novembro, os vereadores decidiram, por maioria, devolver o projeto de lei de autoria do prefeito Afonso Macchione Neto que reduz a jornada de trabalho dos médicos. 

Atualmente, os médicos trabalham 20 horas semanais. O projeto de lei altera essa carga horária para 10 horas semanais, ou seja, duas horas diárias de segunda a sexta. Macchione alega que os médicos teriam solicitado ao Secretário Municipal de Saúde que fosse revista a  remuneração, que estaria muito abaixo da média. O prefeito sustenta que não há dinheiro para fazer um reajuste financeiro nos salários dos médicos, e que a solução seria a redução da carga horária.

Depois de uma longa discussão, os vereadores optaram por devolver o projeto para o executivo realizar alterações.

Na reunião extraordinária da última segunda feira, o Conselho Municipal de Saúde cita que as sugestões dadas pela Câmara seriam impraticáveis. Como exemplo, o conselho afirma que a sugestão da Câmara de promover a redução da jornada de trabalho de todas as categorias profissionais, causaria um colapso na rede pública de saúde. 

E finaliza o documento assinado por todos os conselheiros. “Caso a situação apresentada não seja resolvida, o município de Catanduva está a frente de um eminente cenário de desassistência com prejuízo até mesmo irreparáveis para toda a população. Sendo assim, o plenário do Conselho Municipal de Saúde recomenda à Câmara, que solicite a reapresentação nos mesmos moldes do projeto de lei Complementar  87/2018, bem como promova a aprovação do mesmo”, finaliza.



Deixe seu comentário!

ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.







Nosso Whatsapp

 (17)9 9723-1013

Visitas: 227269
Usuários Online: 34
Copyright (c) 2018 - VOX FM - SAUDADE É A NOSSA ESPECIALIDADE