Quarta-feira, 11 de Dezembro de 2019
Noticias Locais

Saúde confirma 2 casos de sarampo em Catanduva, mas classifica ambos como "importados".

Além das confirmações, 3 casos são considerados suspeitos e aguardam resultado de exames.

Publicada em 05/09/19 às 08:39h - 344 visualizações

por VOX FM


Compartilhe
   

Link da Notícia:

DIVULGAÇÃO  (Foto: VOX FM)

A Secretaria Municipal de Saúde informa que Catanduva registrou dois casos positivos de sarampo, porém ambos com infecção ocorrida na capital paulista. Um desses casos é de uma pessoa de Catanduva, mas que mora em Bauru, onde estuda. Ele teria contraído a doença na capital paulista, onde estve poucos dias antes da manifestação da doença. O outro caso confirmado é de um morador de São Paulo, diagnosticado em Catanduva. Os dados foram atualizados nesta semana. 

Entre 9 de junho e 31 de agosto foram confirmados pelo Ministério da Saúde, 2.753 casos em 13 estados brasileiros. Quase todas as ocorrências foram em São Paulo, cerca de 98% dos casos. Quatro pessoas morreram: duas crianças paulistas e uma pernambucana, todas menores de um ano, além de um adulto de São Paulo. E os registros de sarampos no país podem ser ainda maiores, já que existem mais de 15 mil casos em investigação.

Há poucos dias, a VOX já adiantava a confirmação desses 2 casos em Catanduva, através de uma entrevista no rádio com Dr. Ricardo Santaella Rosa, infectologista. Além dessas duas confirmações de casos de sarampo, há três casos suspeitos em investigação. 

Para identificar pessoas que precisam tomar a vacina, as equipes das Unidades de Saúde estão visitando escolas, instituições de ensino superior, empresas, fábricas e supermercados. O trabalho tem apoio de alunos do curso de Enfermagem da Unifipa. 

Quem estiver com a imunização em atraso ou com doses incompletas será vacinado. O principal alvo da campanha é o público jovem – de 15 a 29 anos – que precisa de um reforço, porque só tomou uma dose da vacina. A segunda dose da vacina que protege contra o sarampo é recente, começou a ser aplicada a partir do ano 2000.

No trabalho de campo, são verificadas as carteiras de vacinação de alunos e professores. No caso de menores de idade, é feita um levantamento prévio e a imunização é feita somente mediante autorização dos pais ou responsáveis. 

Todas as unidades de saúde da cidade possuem a vacina à disposição da população, à exceção do Jardim Salles, que ainda não possui sala de vacinação.



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (17)9 9723-1013

Visitas: 541657
Usuários Online: 77
Copyright (c) 2019 - VOX FM - SAUDADE É A NOSSA ESPECIALIDADE